25 de mai de 2014

Hoje tem Mônaco

Final de semana com final da Champions League, no sábado; Campeonato Brasileiro, no sábado e no domingo; e F1, na manhã de domingo, convenhamos, é um final de semana e tanto. Ainda mais quando a corrida é em Mônaco, não é mesmo?!

Pois então, oito e meia da manhã, eu estou aqui concentradíssimo, esperando a chegada das primeiras imagens do principado. Enquanto isso, fico lamentando a maré de azar de Felipe Massa. Ele tinha tudo pra fazer uma bela temporada, mas, sem que possa fazer nada - a não ser rezar -, uma corrida atrás de outra, a sorte lhe deixa ao deus-dará. Ontem, foi um azar sueco. A sequência desastrosa, desde a Malásia, foi compilada pelo G1 e está AQUI.

E a festa merengue, ontem, hem?! Não foi um show de técnica, mas foi um show de emoção. Putz! Por coisa de 120 segundos a taça seria atleticana. Não do alvinegro daqui, mas do Villa Nova de Madrid. Tem gente pondo a culpa nos 5 minutos do juiz. Eu acho que não; acho que os rojiblancos cairam na velha maldição de conseguir vantagem no placar, ficar sob pressão, recuar muito e ver o tempo passar devagar demais. Durante o bombardeio merengue, a equipe de Simeone - aliás, Diego Simeone foi um show a parte - não conseguiu descolar um único contra-atraque que desse gosto e matasse a partida. Depois do gol de empate, aí a história passou a ser outra.

Mas eu achei que a final espanhola em terras lusitanas - além das emoções - iria nos dar de presente a ausência do Galvão na F1. Que nada!; 8:57 e a criatura já está aqui, ele, a Globo e você, bem-amigos, já em definitivo. Vamos lá: hoje, só por diversão, eu vou torcer contra as Mercedes e por uma vitória de Daniel Ricciardo, o cara que anda animando a brincadeira...

Um comentário:

Blog do Flávio de Castro disse...

Inútil torcer contra as Mercedes. Mais uma dobradinha...