4 de jul de 2013

Cartas de Paraty [#2]

Paraty, 03.07.2013 [Uma virada em 24 horas]

Luiza,

Queria ter o seu olhar por trás de uma câmera para fotografar particularidades de Paraty. Sem esse olhar, resigno-me a apenas registrar cenas comuns bem visíveis, sem ter como extrair delas o segredo, a alma, o inusitado.

Desde ontem, quando cheguei aqui, Paraty foi passando por uma rápida virada. Ontem, era uma Paraty fria, chuvosa e vazia; hoje, pela manhã, uma outra Paraty ensolarada, mas ainda tranquila, cotidiana, com o vai e vem normal das pessoas; à tarde, era uma Paraty nublada, cheia de gente empurrando malas; e, agora à noite, já havia se tornado a cidade da FLIP, lotada e animada.

Espero um dia estarmos juntos aqui.

Beijos.

[Paraty calma e ensolarada, pela manhã]

[Os bares de Paraty, à espera...]

[Os bares de Paraty, animadíssimos...]

[O café da FLIP lotado, após a abertura com Milton Hatoum]

Nenhum comentário: