18 de nov de 2012

Claret: consultoria técnica

Dom Antonio Claret, por favor, gostaria de conhecer sua opinião quanto à procedência científica de duas frases. Você se importaria de me esclarecer?! A física tem mesmo essa dimensão, digamos, espiritual?!

Frase 1:
Depois, de uns 12 anos para cá, comecei a me interessar por física quântica, e ela me pareceu uma confirmação de tudo o que os espiritualistas afirmam. A física quântica, sobretudo os escritos de Dannah Zohar [especializada em aconselhamento espiritual e profissional]. Venho lendo os livros dessa mulher, uma americana que escreveu uma trilogia maravilhosa: "O Ser Quântico", "A Sociedade Quântica" e "QS - Inteligência Espiritual". Também passei a me interessar muito por neurociência.

Frase 2:
E isso não é invencionice, decola de um juízo de Einstein, que em 1905, físico quântico que era, cunhou uma expressão célebre: "efeito do observador". Ele percebeu que o observador desencadeava reações no objeto observado. Ele disse que o sujeito cognoscente, em alguma medida, faz o objeto cognoscível, a depender do grau da intensidade interacional entre eles. Claro que quando você joga teoria quântica para a teoria jurídica, se expõe a uma crítica mordaz. O sujeito diz: "Mas isso não é ciência jurídica".

4 comentários:

A. Claret disse...

Bom dia a tod@s,

Flavio, resposta a sua pergunta e' nao. E nao ha' nada de cientificos nas frases.

Nos ultimos 20-30 anos, os espiritualistas, em um alarde de oportunismo, estao
tentando incorporar os resultados da Fisica a sua linha de "pensamento". Tentam, desta forma,
dar um "apoio cientifico" as suas superstiçoes e crendices primitivas.
A Fisica nao e' a unica vitima desta farsa.
A Biologia, por exemplo, tambem vem sendo atacada por estes pseudo-cientificos atraves do
desenho inteligente. O pior desta farsa e' que politicos de paises como EUA alentam estas
praticas, dando cobertura a este fundamentalismo religioso. Quanto mais ignorancia,
melhor! Por outro lado, a propria "medicina alternativa", a homeopatia por exemplo, parece ignorar
o conceito de numero de Avogrado. E vende placebo a preço de ouro!

As frases que voce propoe estao cheias de erros e falacias do principio ao fim. Vejamos:

1) "Depois, de uns 12 anos para cá, comecei a me interessar por física quântica, e ela me pareceu uma confirmação de tudo o que os espiritualistas afirmam. A física quântica, sobretudo os escritos de Dannah Zohar [especializada em aconselhamento espiritual e profissional]. Venho lendo os livros dessa mulher, uma americana que escreveu uma trilogia maravilhosa: "O Ser Quântico", "A Sociedade Quântica" e "QS - Inteligência Espiritual". Também passei a me interessar muito por neurociência."

E' curioso que a D. Zohar (esta ultima palavra tem uma conotaçao bem diferente em portugues, nao?) escreva livros sobre Fisica Quantica.
Nao consta o nome desta senhora nas revistas especializadas de Fisica. Por outro lado, "interessar" nunca foi sinonimo de saber. Acontece que a Fisica Teorica atual explica tantos fenomenos e e' tao contraria a nossa intuiçao quotidiana que maravilha e serve aos oportunistas de turno para escrever
livros pseudo-cientificos que manipulam alguns conceitos d Fisica. As expressoes "Fisica Teorica ou Mecanica Quantica" sao chamativas e ajudam a vender! Sem ir mais longe, o caso do boson de Higgs. Os fisicos a chamaram "the goddamn particle" (algo assim como particula maldita), por ser esta muito dificil de se detectar. De fato, se tardou quase 50 anos em decteta-la no CERN. Pois os oportunistas de sempre
interpretaram a expressao como "the god particle", particula de deus!

A Fisica Teorica e' uma ciencia dura que exige muito esforço e conhecimento matematico. Se a Zohar gosta de escrever livros sobre Quantica, deveria começar aprendendo matematica da brava! Chegar ao estagio atual de conhecimento custou muito trabalho arduo a muitissimos fisicos. Tentar apropriar-se destes conhecimentos de forma fraudulenta e' um crime triplo: primeiro pela apropriaçao indevida, segundo pelo engano ao publico e terceiro porque estes espiritualistas estao enchendo os bolsos de dinheiro enganando muitas pessoas (sao muito materialistas estes espiritualistas, como diria Asteryx).

A. Claret disse...

continuando...

2) "E isso não é invencionice, decola de um juízo de Einstein, que em 1905, físico quântico que era, cunhou uma expressão célebre: "efeito do observador". Ele percebeu que o observador desencadeava reações no objeto observado. Ele disse que o sujeito cognoscente, em alguma medida, faz o objeto cognoscível, a depender do grau da intensidade interacional entre eles. Claro que quando você joga teoria quântica para a teoria jurídica, se expõe a uma crítica mordaz. O sujeito diz: "Mas isso não é ciência jurídica"."

Aqui ha' erros e misturas de conceitos, incluindo um erro historico. O fisico que desenvolveu matematicamente o principio da incerteza que a frase
faz mençao foi W. Heisenberg, nao A. Einstein! Curiosamente, Einstein questionou bastante a interpretaçao de Copenhagen da Mecanica
Quantica. Justo o contrario do que a frase afirma. E logo misturam Direito! Me da' a impressao que os espiritualistas usam um recurso que em M. Gerais temos
o costume de colocar em forma de refrao e que sintetiza bem o proceder deles: ouvem o galo cantar mas nao sabem onde. Principio de
incerteza aplicado aos espiritualistas!

Espero haver respondido suas perguntas. Abraços a tod@s

Blog do Flávio de Castro disse...

Claret,

Eu não lhe consultei à toa...

Essas duas frases estão em uma entrevista do ex-presidente do STF, Ayres de Brito.

Ayres sempre foi muito querido pela imprensa a ponto de ter merecido, ontem, nos seus 70 anos, quando se aposentou compulsoriamente do STF, palavras elogiosas do sempre crítico Elio Gasperi e, mais, duas páginas centrais no caderno Ilustríssima da Folha de São Paulo, com a entrevista que contém essas frases e que me fez cair pra trás. Achei uma coleção de pérolas. Mas não queria criticá-lo movido apenas por um sentimento pessoal. Daí a razão da consulta...

De fato, portanto, tem-se, nessas duas páginas, nada mais do que uma coleção bizarra de pérolas de auto-ajuda.

É de fazer corar qualquer um...

Obrigado, Flávio

Se lhe interessar, a entrevista está aqui: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/1186307-ayres-britto-se-aposenta-e-colhe-os-louros-do-julgamento-do-mensalao.shtml

A. Claret disse...

Flavio,

nao conhecia este personagem. Mas ele me surpreende: do alto de 70 anos de existencia, ele ainda nao desenvolveu um caracter critico e deve acreditar ate' em papai Noel.

Outra coisa que esqueci de mencionar nos comentarios anteriores e' que os efeitos quanticos so' sao perceptiveis a nivel sub-atomico e os da relatividade geral quando os fenomenos se dao nas cercanias de objetos compactos como estrelas de neutrons e/ou buracos negros ou a velocidades proximas a da luz.

Pelo contrario, no nosso quotidiano, por exemplo em Engenharia Civil, se continua usando a mecanica de Newton, que e' o suficientemente precisa.

abs.