28 de out de 2012

Sumpaulo

A pág.A3 da Folha, deste domingo, em Tendências/Debates trouxe dois artigos em resposta ao assunto proposto: POR QUE DEVO SER PREFEITO. Um novo tempo, por Fernando Haddad; e É preciso ter propostas - e princípios, por José Serra. A leitura de ambos ajuda a entender o chocolate - pelo menos nas pesquisas - que Haddad está aplicando no Serra. O primeiro faz uma análise da desigualdade paulistana e fala dos rumos de seu eventual governo. "A cidade mais humana que pretendemos construir será boa para ricos e pobres. Não aceitamos mais uma São Paulo partida, com baixa qualidade de vida e uma população amedrontada (...)". Não usa uma única vez a palavra adversário. Ao contrário, Serra gasta 3/4 de seu artigo tentando vincular o mensalão ao PT e fazendo acusações a Haddad. A palavra adversário é recorrente. "O paulistano, arguto e esclarecido, sabe que com o candidato vem todo o seu partido. Partidos tem a sua maneira de encarar a política. A nossa é clara, como demonstra a história. A de nossos adversários também, como demonstram a polícia e a justiça".

Para dissabor de Serra, o eleitorado paulista parece ser mais "arguto e esclarecido" do que ele deseja. Ao final do dia de hoje, saberemos quem tem razão.

Nenhum comentário: