17 de out de 2012

Debates e debates - II

Já valorizei AQUI o estilo americano de debate. É mais coloquial, há, pelo menos aparentemente, mais interatividade entre os candidatos, sem prejuízo a que se demarque diferenças e se dê estocadas [ontem, no trecho a que assisti, sobre armas na mão da população, Obama foi duro ao afirmar que Romney havia mudado de posição a respeito do tema]. E o moderador é apenas moderador, sem se tornar protagonista. Se no primeiro debate, o republicano surpreendeu; a repercussão do de ontem, o segundo, foi favorável a Obama... 

2 comentários:

Zeca Dias Amaral disse...

Olá,

Obama deu um chocolate (com trocadilho, por favor). E o formato, como vc ressaltou, valoriza a exposição das idéias.

Mas o principal, é que lá, os caras não levam o contraditório como um ataque pessoal, como tem sido regra nos últimos tempos por aqui, em que criticar o ocupante do poder é ser preconceituoso ou direitista (seja lá o que isto tenha de recriminante).

Abs

Blog do Flávio de Castro disse...

Zeca,

Sobre o primeiro parágrafo, concordância plena;

Sobre o segundo, não sei, não entendi bem. Criticar quais ocupantes de qual poder? Acho que o contraditório, aqui, pelo menos nos debates que vi, nessas eleições, sequer foi posto, muito menos como ataque...