29 de jul de 2012

Melhor do que a encomenda

Cada dia é um dia. Ou cada rodada é uma rodada. Esta 13ª podia até ter sido ótima, mas não sendo tanto, foi, pelo menos, boa ou pra lá de boa. Os desembestados à nossa frente, todos pisaram no freio, ou na bola: o Atlético, o Vasco, o Fluminense e o Internacional empataram e o Grêmio perdeu. Na verdade, o Atlético perdeu, mas empatou. Ou seja, o Cruzeiro foi o único a vencer entre os seis primeiros, subiu para quinto lugar e colou no G4. Maravilha! O melhor foi que, depois de duas atuações desastradas - a vitória imerecida sobre o Flamengo e a justa derrota para o Corinthians -, enfim, o time voltou a jogar bola. Ainda não um bolão, mas já alguma coisa parecida com futebol. E o mais animador: a linha de frente que havia morrido, ressuscitou: Montillo jogou quase como dantes, Wallyson pareceu Wallyson, Borges marcou dois, Tinga valeu por dois. Que Deus conserve...

Montillo dando trabalho aos camisas marca-texto

2 comentários:

ENIO EDUARDO disse...

No meu retrovisor ainda não aparece um pontinho azul.

Blog do Flávio de Castro disse...

Olha direito... ou só vai se dar pelo problema depois de atropelado pelo tsunami azul [rs]...