4 de jun de 2010

Menino – XXVIII

Faz tempo que o menino saiu daqui. Ninguém fala uma palavra sobre ele. Ele podia ter ligado e nunca ligou. A mãe vive deprimida, trancada no quarto. O pai ficou mudo. Maldição... uma maldição caiu sobre essa casa. Esses dias tem caído uma chuvinha fina e ela só faz apertar o frio. Assim que cai a tarde, a friagem do rio vem carregando uma bruma que chega a tampar o curral e a estrada. Lembro do menino jogando bola... me dá uma tristeza nos ossos.

Nenhum comentário: