25 de ago de 2008

Política: uma ciência exata

Está no blog das eleições do EM: o candidato Márcio Lacerda não compareceu a nenhum dos 3 debates entre candidatos ocorridos na semana passada: nem ao realizado pelo DCE da PUC Minas, nem ao do Sindicato dos Engenheiros, nem ao do CEFET. Absolutamente consistente com a nova política e seus cálculos precisos. A política deveria sair do campo das ciências sociais para o campo das ciências exatas!

Fantástico!


Cadê o PT?

Depois de 16 anos, o PT virou apenas duas letras numa sopa indiferenciada de letrinhas. No santinho do candidato do Aécio-Pimentel está lá quase invisível. Pior: a sigla que mais ganha no processo, a do Governador, sequer precisou ser listada... O PT está tão destacado no santinho quanto o n° do CPF. Modernidade política...

Coligação: Aliança por BH – PSB, PT, PV, PTB, PP, PR, PMN, PSC, PSL, PTN, PTC e PRP.
CNPJ: 09.909.563/0001-71. CNPJ Fornecedor: 19.270.206/0001-60. Tiragem: 1.000.000

O império ataca

Está tudo dominado: o governador e o prefeito juntos, uma campanha milionária, um arranjo de apoios políticos, empresariais, financeiros implacável, 11 minutos e meio na TV contra 1 e meio da opsição, milhares de inserções diárias contra meia duzia. O jogral do governador e o prefeito, hoje, foi patético. "Os problemas não tem partidos" diz o Aécio. "As soluções também não tem partidos" replica Pimentel. Bizarro! Aliás, não tem partidos, não tem projetos em disputa, não tem história. Não tem povo, não tem candidato. 16 anos de uma experiência bem sucedida na PBH jogados fora. Patrus e Célio exilados. A história começa há seis anos. Antes, tudo é pó... Três dias de televisão foram suficientes para a apoteóse. Tenho bons amigos no PSDB que reagem com o mesmo desânimo de outros de cá do PT: é o fim da política, é o caciquismo moderno. Para quem tem um mínimo de racionalidade em ver a política é o fim. A cidade neoliberal contemporânea não pecisa de vida social, de contrução de lideranças, de sedução, paixão e carisma, de defesas apaixonadas, de contraditórios. Bastam caciques, especialistas em pesquisas e marketing, números, dinheiro e tempo de TV. Uma política com a precisão de um cirurgião: fria e calculada. Todos sem alma! Eu comentei com um amigo no bar "isso não é política". Ele foi mais preciso: "isto é a política". Pura verdade! A verdade que fará de um certo Márcio, sem trajetória, o prefeito de BH. Ninguém o conhece. E tenho dúvidas, mesmo, se Aécio e Pimentel o conhecem...

Há seis anos, Aécio e Pimentel fizeram uma escolha que
virou exemplo para o país: trabalhar juntos por BH. Agora,
Aécio e Pimentel fizeram uma nova escolha: apoiar Marcio
Lacerda para prefeito. Os dois sabem muito bem quem é
Marcio Lacerda. Pimentel o conhece há 40 anos, quando
lutaram juntos contra a ditadura, pela volta da democracia
no Brasil. Marcio foi empresário de sucesso, levando sua
empresa a ser referência no setor. Foi Secretário Executivo
do Ministério da Integração Nacional de Lula. Foi Secretário
de Desenvolvimento Econômico do Governo Aécio.
Marcio é hoje o candidato que representa a maior união de
forças políticas da história de Minas e de BH. Faça parte
dessa aliança. Com Aécio, Pimentel, Marcio Lacerda e você,
Belo Horizonte vai continuar melhorando cada vez mais.